23 fevereiro 2012

a pedra abstrata

sobre o peito uma pedra abstrata
ele trata a questão como se fosse penugem de dor

o peito abstraindo-se
cozinhando remorso em areia
ele campeia seus músculos, ossos, nervos na busca de algo que lhe faça homem

não esse homem que todos conhecem

outro
mais capaz de acelerar a concretude de fazer os gritos necessários

um homem totem de carne
sem a pedra, sem o caos habitual que definha seu futuro

um homem desnudo
desmascarado


mas a pedra abstrata não abstrai-se
continua sem trégua sobre o peito

as saídas apontadas sonharam-se vãs

o que tem é falta de ar
falta de olhar e micoses nas dobras

e a pedra
a pedra que cresce a cada dia
e que já esmaga o estômago e a boca.

9 comentários:

Elimacuxi disse...

que triste isso...

Luis Fernando Mifô disse...

de abstrata minha pedra não tinha nada.
estava bem cravadinha no meio dos rins rs

Johny Bruno disse...

Gostei do Blog, clean com as ideias expostas de maneira visceral.

Goto de poesia e de ver o que meus amigos de rede escrevem. Parabéns pela publicação. Isso só enriquece nossa cultura e literatura.

Deixo aqui o site www.paipoeta.com.br se quiserem debater sobre poesia.

Deixo também o nosso curso criativo em poesia.

https://www.buzzero.com/cursos-online-de-autoajuda/cursos-de-sucesso/curso-online-pai-poeta-aprendiz_23557?

Muito bom!

Eliane F.C.Lima disse...

Se sentimentos são fortes e densos, os poemas são densos e fortes. João Cabral já via na pedra uma metáfora vital para a poesia. Tenho lá eu também um poeminha em que me valho dela, não só como figura literária como figura de vida (http://poemavida.blogspot.com.br/2009/09/filosofia-petrea.html). Parabéns pelo texto e pelo blogue.
Eliane F.C.Lima (Blogues "Poema Vivo", "Literatura em vida 2", "Conto-gotas")

Sandra Santos disse...

oi, Rubens,

passando para dar um alô e dizer que voltei a postar algum conto ou poema em www.sandrasantos.com.

[tenho acompanhado a Casa via feeds e recebido seu email]

sandra

ricardoimaeda disse...

olá. como vai?
foi muito bom voltar ao seu blog.
um abraço.
ricardo

Darlene C. Silva disse...

te sigo para me inspirar..

caiubi1987 disse...

Existe um peso a ser carregado, basta consciência num certo nível. Poema muito belo. Quando tiver tempos de uma olhada http://avidaetudomais.wordpress.com/

António Jesus Batalha disse...

Ao passar pela net encontrei o seu blog, estive a ler algumas coisas e posso dizer que é um blog fantástico,
com um bom conteúdo, dou-lhe os meus parabéns.
Se desejar faça uma vista ao Peregrino e sevo e deixe o seu comentário.
Sou António Batalha, do Peregrino E Servo.