27 janeiro 2012

Tem pruridos, a casa
vergonhas de ausência

ela pouco se carnavalizou
tímida que é

A casa ainda está de pé
porque palavras pouco
sabem de seus corpos

palavras são crianças
entre a sodomia e
a santidade



4 comentários:

Elimacuxi disse...

anjos brincam no escuro
detrás de muros
esquecidos
das horas e das asas
anjos-palavras
anjos tijolos
que edificam
nossas casas.

dani carrara disse...

divino.

Cláudio B. Carlos (CC) disse...

Aplaudo.

Mara faturi disse...

Uma vez vc disse que queria que um poema meu tivesse sido "teu"...agora eu é que queria o furto;))
Belíssimo!!!
Bjo!!