30 maio 2011

a 3000 metros acima
cinzas sabem-se pássaros

a 3000 metros abaixo
um vulcão natimorto
atrasa-me o peito

a 3000 mil metros mais abaixo
Lúcifer goza rios de lava
e ri das passagens canceladas

9 comentários:

Elimacuxi disse...

Viva o vulcão que te atrasa
mas te traz de volta pra cá...sa
onde posso te lamber as palavras.

adorei o poema, Rubens!

Marley's Mom disse...

Watch these 3 sisters sing at youtube.com/OfficialACE3

jorge vicente disse...

a 3000 metros dentro
sopro pelas vértebras
e recomeço a descer
aos répteis.

jorge vicente

jorge vicente disse...

quando for ao brasil, vou levar alguns livros meus. depois te dou um :)

um abraço!
jorge

mardson machado disse...

Olá!
Parabéns pelo seu blog! Muito bom.
Gostaria de aproveitar a visita para divulgar o meu blog. Trata-se do contra-afronta.blogspot.com, onde temas como política, cultura, comportamento e cotidiano são abordados, tendo como foco principal os problemas da cidade de Salvador.
Estou aguardando a sua visita.
Abraço!

pedro disse...

Muito bom, Rubens. Teus poemas continuam me agradando. Fico feliz. Bons caminhos pra ti.

V, disse...

Muito, muito bom!
Genial, digo!

Hospìcio disse...

GOSTEI MUITO DESTA, TEM HAVER UM POUCO COM O ESTILO DE POESIA QUE GOSTO. SE ESTIVER INTERESSADO, VISITE O MEU BLOG TAMBÉM: http://hospicio1972.blogspot.com/

Mara faturi disse...

"Goza rios de lavas"; aiii, vou roubar isso tb;))
Ahh Rubens!!! vc é D+
bjo