21 outubro 2008

à mulher que andou nua no centro da cidade, em plena segunda-feira.

nudez e chuva
compuseram
a mulher louca

gritava pássaros
e desordens

preenchia de luz
a manhã-asfalto

assaltou os passantes
roubando-lhes
o sono e a inocência.

15 comentários:

*tossan disse...

Gosto muito de poemas assim. Quero voltar com mais calma e degustar as demais postagens. Abraço

camila pimenta disse...

sim... Poeta, você acabou de me dar uma grande idéia... te conto depois o que aconteceu por esses lados...

bjos Poeta

Valéria disse...

eu sou Assistente Social e havia uma mae, de uma crianca que eu acompanhava que certa vez, em protesto, tirou as roupas em frente ao abrigo. foi uma confusao geral, mas depois, eu e uma colega, comentamos que ela mostrou-se tao por inteiro, despiu-se do que parecia ser, em desespero pelo filho e, em seu desespero, a vimos como era...
e preciso coragem para "despir-se"
depois te mando o endereco... e quem sabe, finalmente, a camiseta que prometi... agora tenho a frase favorita..
um beijo

Dario Duarte disse...

LINDO!!! A loucura pode ser absurdamente doce.

isabel mendes ferreira disse...

uma chuva de metáforas ordenadas pela tua mão sábia.


beijo.

Fabio Rocha disse...

Adorei!

"gritava pássaros
e desordens"

Abração

Vâmvú disse...

"...roubando-lhes o sono e a inocência"

Lindos versos, lindo poema, linda loucura...

Abrçs

TMara disse...

da notícia k o não foi, pelo atraso, o cronista efabula e recria a ruptura criada no dia plasmado de normalidade acentuada pela chuva e vai mais longe faz um cântoico à mulher. talvez não louca.
Bjs
Luz e paz contigo

LuzdeLua disse...

Mas uma bela postagem.
Passando para deixar aqui meu abraço, te ler e desejar um excelente findi semana.

"Segue o teu destino...
Rega as tuas plantas;
Ama as tuas rosas.
O resto é a sombra
de árvores alheias"
(Fernando Pessoa)

Mara faturi disse...

CARÍSSIMO,

a d o r e i!!! me lembrei da Stela do Patrocínio;almas loucas inspirando versos, afrontando a normalidade dos dias banais!!!
*bem, os bancos voltaram ao lavoro...acabou a greve!! iupi! agora quero tb a caixinha;)
bjos!!

Vivian disse...

...deixou-se desnudar
feito criança em sua
inocência.

aguçou a malícia
latente no adulto.

'viveu' simplesmente
sem medo de ser feliz.

bjs

Márcia disse...

esse 'gritava pássaros/ e desordens' é um achado.

beijo daqui.

Anônimo disse...

Aqui na minha cidade há uma mulher que sempre vai às ruas bem vestida da cintura para baixo. Da cintura para cima é só o SUTIÃ. Mas não é sutiã de biquini. É lingerie merrrmo! Ela sempre me faz pensar que devo escrever algo porque é muito singular seu comportamento.
Produz-se muito bem de acordo com sua mente e posses exceto o busto que é ornado apenas por seu sutiã.Vai ver o "UÓCHITOLIVETO" da agência WO inspirou-se na nossa Mara. Bom vim aqui pra te dizer Ó menino que gostei dimais da tua crônica de hoje que chamei de
"Mini-ensaio sobre a Tristeza" eheheheh
Voce é um menino que não surpreende mais, porque já me acostumei com tua sensibilidade mas não é porisso que deixo tudo passar batido. Abraço daqui da Fatima de Laguna.

LuzdeLua disse...

Sabe que as vezes é de se querer esta loucura.
Gosto de estar aqui, sempre aprendendo um pouco mais.
Um abraço

Diana Pilatti disse...

nua a parte... a foto do seu cabeçalho me chamou por demais a atenção!! de quem é? sua?