31 outubro 2008

Ausente




porco do mato

reluzindo perseguições



focinho aqui para que me vejam



para que alguém

com a alma menos caçadora



possa me reentregar à lama dos começos.




11 comentários:

Ricardo Valente disse...

Já vali... bem mais!

Hélio Jorge Cordeiro disse...

Tem pessoas que gostariam muito de reintegrar-se aos lugares de onde nunca sairam a vida inteira. A propósito, esses são mesmos uns espíritos de porcos!

abçs

Fabio Rocha disse...

VENDE-SE

Aí estão as pessoas da noite
crendo e criando

Aí estão... aí estão, todas todas...

Aí, então...

Eu sem estar
sem star
querendo e tentando não odiar
o céu, o chão, eu mesmo e os porcos do mato...

Enquanto o sono não ven(ce)

Hélio Jorge Cordeiro disse...

Rubens, só um lembrete (convite): se quiser mandar uma reflexão pro Reflexões Mortas, eu terei o maior prazer de postar e, é claro, colocar a autoria.

abraços

Valéria disse...

saga... "sagarana"...
beijo moço

Adriano Queiroz disse...

"possa me reentregar à lama dos começos." que belo.

Enlamar-se não é gratuito.

Abraços.

Vâmvú disse...

A volta, ao começo, ao principio...
Linda a idéia de que uma alma (menos caçadora) que seria capaz de auxiliar nesse re-começo...
Abração

isabel mendes ferreira disse...

absolutamente BOM!!!!!!


grande abraço.

Aline Broch disse...

Alma-lama

"Da lama nasce a Flor de Lótus"

Abç!!

Luiz Gonzaga disse...

O desejo: a lama!!
Profundo.

tossan disse...

O conforto à lama! Belo Abraço