11 dezembro 2006

Dia Hoje

hoje não tenho palavra minha,
empresto as do Chico Cesar.
Tenho chorado por coisas semelhantes.
E também por não ser músico.

Tão bonito...


Barco
(chico césar)

choro contigo barco
pela praia que deixas
pelo sol que se deita
longe das pedras do cais
choro contigo barco
´manhã talvez não chore mais

choro meu choro parco
neném que a mãe não mais aleita
choro a caça que espreita
bem perto a mira do algoz
choro catarinetas
´manhã alguém chora por nós

choro saber que
os açudes não são o mar
que não se pode guardar
em alguidares de areia
choro o destino das sereias
e o desatino do astrolábio
choro saber que o homem sábio
pode morrer se não souber nadar

choro contigo e parto
nas ondas vagas incertas
as nossas velas abertas
são ferramentas do caos
chore comigo barco
a sina de todos os naus

4 comentários:

Ana Paula Russi disse...

Rubens... então empresto as do Chico:

"Não chore ainda não
Que eu tenho um violão
E nós vamos cantar...

Felicidade aqui pode passar e ouvir
E se ela for de samba
Há de querer ficar."

Um abraço apertado.

AP

Mme. A. disse...

Está chorando por quê?

Fiquei extremamente revoltada quando cheguei em casa e olhei para a cara da minha câmera e pensei: "caralho! esqueci de tirar fotos com o rubens, que merda!"

Sobraram aquelas fotos toscas da Liberdade. Mas tudo bem. Ainda estamos vivos. E oportunidades sempre surgem. Quero ir dar umas voltas aí pelo Sul. Vamos ver o que este ano de 2007 me reserva. Espero que sejam reservas em lugares legais, só isto que digo. :-P

Não posso me considerar uma Uspiana ainda, mesmo que minha megalomania me diga que minha vaga esteja garantida. Acho que consegui passar para a segunda fase, pelo menos. Bem, isto só será confirmado mesmo na sexta (creio). Depois é só me matar de novo na Geografia, História e Português, coisa que não aguento mais. Olho para as apostilas do cursinho e tenho vontade de chorar.

Bem, vou terminar por aqui porque este comentário já está virando missiva.

Beijo, saudades.

Depois te escrevo um email de gente.

Mikas disse...

Choramos por tudo... choramos por nada... o importante é nao ter medo de chorar...

Edilson Pantoja disse...

Lindo, mesmo! Abçs!