08 abril 2008

Ilha

teu corpo
azul em névoa

ilha

porto

naufrágo que sou
voltei a respirar Deus

8 comentários:

Camila Pimenta disse...

Lindo poeta... vc à encontrou?!...
bjos

isabel mendes ferreira disse...

comovente!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
.







beijo.

Í.ta** disse...

cuidado com este ar poluído de se respirar.

a solidão prega peças.

abraços acervejados,
Í.ta**

PS: qualquer dia clamo por socorro nas linkagens ^^

Nilson Barcelli disse...

Tal como tu, também fui participante do 1º jogo das 12 palavras do Eremita.

Depois de ler o teu texto, resolvi dar aqui um saltinho para te dizer que gostei.
Aliás, todas as participações são muito boas e algumas até são excelentes.

Também gostei do teu blogue, que não conhecia (pelo menos não me lembro...). A tua poesia é muito boa.

Bfs, abraço.

Lia Noronha & Silvio Spersivo disse...

Td maravilhoso por aqui..como sempre!
Abraços d ebom fim de semana pra ti

Notebooks disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Notebook, I hope you enjoy. The address is http://notebooks-brasil.blogspot.com. A hug.

alex pinheiro disse...

E isso volta,,, feito filho, que é pródigo, mas longe do prodígio, rs
Belo, Rubens,,,

Abraços e isoladas invenções!

[jb] disse...

olá meu caro.
tempão, heim

preciso esse texto.
preciso como uma ilha, sem restingas.

abrçs

[jb]