13 abril 2006

O sono amansando as pálpebras.
Na televisão, alguém fala finlandês.

Entremeios.
Viagens ao Pólo Norte.

O desuso do corpo acarreta cansaços fora de ordem.
O gesto de dormir condena a luz.

® Rubens da Cunha
aos que vierem aqui, que a Pascoa vos ressuscite

11 comentários:

Valéria disse...

eu sonho acordada de luz apagada... dormir me desliga daqui e me liga ali... as luzes estão.
um beijo moço

Claudio Eugenio Luz disse...

Condena e faz reacender outras paragens.

hábraços

claudio

Mendes Ferreira disse...

bom....eu para ressuscitar basta-me vir aqui....!

obrigado. bjo. quaresmal.

[jb] disse...

vou dormir

Maria Madalena está vindo aí

ei, voce!
me ajude com essa pedra...

[jb]

Mendes Ferreira disse...

desusar usando assim as palavras ...é muito belo.

Edilson Pantoja disse...

Viagens ao Pólo Norte ou visagens do Pólo Norte - tudo é entremeio após o amansamento das pálpebras.

Márcia disse...

esse verso último é sublime, rubens.

um beijo de páscoa, mesmo atrasado. ;)

l. rafael nolli disse...

Gostoi muito, camarada, de poemas como este: úma espécia de metáfora plena, embalada por uma linguagem deliciosa!

aníssima disse...

este eu já conhecia
Um dia me enviaste por e-mail...
faz um bom tempo

CeciLia disse...

Gostei da imagem do sono amansando pálpebras azuladas em finlandês.

Beijos

Anônimo disse...

Interesting site. Useful information. Bookmarked.
»