27 março 2006

Ontem, pela primeira vez fui puta de rua. Não queria. Não é bom pra imagem. Mas não deu. A zona em que eu estava foi fechada pela polícia. Não tenho mais 20. Tô com 45. Não fui aceita nas outras zonas. Fui pra rua. Consegui um cliente já na primeira noite. Foi bom. Pagou direito. 20,00R$. Tudo em nota de cinco. Numa delas estava escrito: “Faz poesia e canta verso”. Lembrei do tempo de escola em que eu gostava de poesia.

3 comentários:

Claudio Eugenio Luz disse...

Posso dizer que isso não é só poesia, mas pura vida transbordando.

hábraços

claudio

p.s1 - assim como o poema logo acima, um conto justifica o outro.

Cláudio B. Carlos (CC) disse...

Oi!

Muito bom!

anjo disse...

do caralhooooo!!!
abraço grande
se cuida, na paz
Íta.