06 janeiro 2006

Surpresa

A primeira surpresa literária do ano foi o poeta Valter Hugo Mãe
Autor português. Recebi de presente seu livro Útero,
Para maiores viagens, aqui o sítio do poeta
Aqui o seu blog Casa de Osso

O livro útero, apesar da independência dos poemas, é para ser lido na totalidade, pois só assim é possível ter uma noção do percurso simbólico, metafórico e existencial criado por Valter Hugo Mãe.

Amostra grátis do que me fez a cabeça no último dia de 2005. Aproveito também para agradecer Victor Domingos que me enviou o livro, outro poeta da Pátria mãe que merece ser conhecido.

---
as árvores como
vento implume ou
lápide de um antigo
ser alado

deus ou voz extensa e eu, no
sopé da montanha somos
espantalhos no terreno da alma

---

alguns ainda se
iludem com adocicar o
corpo, fazem-no em
pânico ignorantes do
fermento que é para a
alma, ficam gordos
preparados para serem despojados
das carnes que inutilizaram, e já os
junto à terra como se
evadidos para o pó, a
criarem esperanças
parvas nos outros.

Um comentário:

Cláudio B. Carlos (CC) disse...

Olá Rubens!

Mais uma ótima indicação. Obrigado!

Abraços do CC.