08 julho 2009

Capítulo VII



há o silêncio no buraco-ilha

a mãe cozinha restos, miúdos,

o filho enxergaouve a fome

sobre os corpos

se adensará uma noite de glória e susto


Ilustração: Henrique Matos

4 comentários:

douglas D. disse...

sob a crueza da noite
estamos sós

douglas D. disse...

sob a crueza da noite
estamos sós

Marisete Zanon disse...

mais sustos? estou cada vez mais inquieta...rss

Marisete Zanon

André Neves disse...

Rubens, desculpa a demoa em responder. Sou um pouco desatento a meu blog e postagens. Quero agradecer sua atenção e livros,lindos. Agora venho conhecer seu blog e vou voltar para ler as postagens antigas, gostei muito das suas palavras, poemas.Por favor, me escreva seu endereço para que possa retribuir. Abraços. André