07 dezembro 2008




sangro entre os dedos


amor - disseram


olho o esvaimento

e tento me convencer

de que vai parar


de que o rastro

vermelhocoagulado

pela casa


é tinta má usada

na pintura das paredes


Imagem: Jasper Johns

10 comentários:

Valéria disse...

"O que eles deixaram foram estes três postulados: importante é a luz, mesmo quando consome; a cinza é mais digna que a matéria intacta e a salvação pertence apenas àqueles que aceitarem a loucura escorrendo em suas veias. "(Caio F.)
não há vida sem sangue...
um beijo
sua camiseta parte praí amanhã

Vâmvú disse...

Maravilhoso poema, Rubens!
Concordo com a Val, não a vida sem sangue.. e complemento, também não há amor...
Abração

PS: A imagem também é linda.

Alex Pinheiro disse...

Parabéns pelo mestrado! Mas que agora o tempo na blogosfera deva ser bem menor e haverá "tinta má usada na pintura das paredes", por toda parte, rs.

Abraços e comemoradas invenções!

Purple Haze disse...

Bah, mestrado na UFSC é? Que legal, milhares de parabéns. Lindo o poema e Jasper Johns sem dúvidas é inquestionável.
E a noitada foi quinta, quando descobri que passei na primeira fase do mestrado da Univille.
xD

Ryana Gabech disse...

opa..bom ouvir sua voz de verdade, no comentário, parece conversa, as vezes eu prefiro, só entre poemas, é muit distante. Pois bem sua resposta é pura poesia 'como poderei, se choro?" lindo!!
dá um poema isso.....
bjo no coração e boa sorte.

temos um amor em comum: hilda!

Cibele Cambuci disse...

rubens!
faz tanto tempo que anotei esse textículo da Hilda que nem lembro, mas sei que saiu num caderno literário e é algo que ela não gostava muito, por isso não publicou, mas ta la na casa do Sol.
bjus

:*

douglas D. disse...

poesia assim
essencial.

Í.ta** disse...

o amor corrói.

maravilhosos versos por aqui, rubens!

parabéns!

já leu viviane mosé, cara?
é avacalhar com a palavra, no melhor sentido possível.

abração.

henrique vitorino disse...

seu poema assim na tela, abaixo da imagem de Jasper Johns, é uma figura completa: um poema-sangue escorrendo pelo monitor.

muito bom o poema, Rubens.

henrique vitorino disse...

seu poema assim na tela, abaixo da imagem de Jasper Johns, é uma figura completa: um poema-sangue escorrendo pelo monitor.

muito bom o poema, Rubens.