17 maio 2008

A morte
salmo agônico
espera os homens
na curva do futuro

Os homens chegam
vazilentos, sombrios
e sangram a morte
com perguntas de adagas

por que agora?
por que manchas nossa carne
com tuas ferramentas?
acaso existe esquecimento em ti?

A morte
feito mãe insalubre
recolhe os homens ao peito
amamenta-os

e fica silencioesperando
pra sempre

12 comentários:

Í.ta** disse...

não há como escapar.

mas ler algo assim é uma ótima fuga.

abraços,
Í.ta**

douglas D. disse...

espera sem fim
porque pressa não há.
(muito bom!!!!)
abs.

Valéria disse...

" "uma verdadezinha"
eu não carrego gadanha nem foice
só uso um manto preto com capuz quando faz frio
e eu não tenho aquelas feiçoes de caveira
que vocês parecem gostar de me atribuir a distância
Quer saber a minha verdadeira aparência?
eu ajudo. procure um espelho enquanto eu continuo"
(da menina que roubava livros)
beijo

Suzana Mafra disse...

Morte
lindo, Rubens

engraçado
fiz um sobre a morte dias atrás
não tive coragem de postar
agora, lendo o teu, quem sabe...

Abraço

Camila Pimenta disse...

fiquei arrepiada... vou ficar "silencioesperando" passar...
bjos Poeta...

Jacinta disse...

Então, reflito no seu poema: enquanto ela não chega, vou remando, enfrentando a correnteza, driblando os dias difíceis. Vou vivendo até o dia do grande abraço. Por enquanto, vivo.

Emaxsuel Rodrigues disse...

Obrigado pelo incentivo do Blog,
abrç
Max

Nilson Barcelli disse...

Um tema sinistro, ainda que incontornável, transformado num belíssimo poema.

O pior que a morte tem é ser para sempre...

Abraço.

Pedro Pan disse...

, enquanto ela não vem. vivamos, revivamos...
, abraços meus.

Anônimo disse...

Importante falar daquilo que faz parte da vida,a morte, pois.
"salmo agônico" é forte, diz muito.
Bom fechamento em:
"recolhe os homens ao peito
amamenta-os
e fica silencioesperando
pra sempre"
Voce já é um poeta mas vai
ser maior à medida que se sentir
cada vez mais insatisfeito com
o que faz. E sabe disto.
Abraço da Fatima.

regina disse...

Lembro sempre Bandeira: bendita a morte, que é o fim de todos os milagres!
Continuas sendo invejado aqui em casa.
bj

"(...)" disse...

Que frio, que triste! :(

Mas é lindo! hehehehe